Temos 157 visitantes e Nenhum membro online

A fábula é uma narrativa curta, de fundo didático, que encerra alguma lição de moral e ensinamento útil, a qual nasceu com a própria civilização e foi transmitida através de séculos e gerações pela oralidade; a fábula dos animais falantes e elementos naturais para representar alegoricamente as virtudes, traços de caráter e vicissitudes do homem, próprios de sua natureza e independentes da época, cultura e classe social, daí ser encontrada em todas as culturas e períodos históricos.

O francês Jean de La Fontane, escritor que popularizou a fábula no ocidente, publicou na segunda metade do século XVII doze livros de fábulas recolhidas dos fabulistas ancestrais Esopo (grego, séculos VII e VI a.C.) e Fedro (romano, 15 a.C. -50 d.C.), somadas a muitas outras de sua própria autoria, em forma de versos leves, metrificados e rimados, livros esse que foram traduzidos e publicados em todo mundo.

No século XIX, o mestre gravurista Gustave Doré ilustrou as fábulas de Jean de La Fontaine com magníficas imagens, e a partir de então, a obra-prima de La Fontaine ficou indissociada das imagens de Doré.

Blog Bodard bod Caricatura de La Fontaine

 

No decorrer dos tempos, muitas das adaptações feitas das fábulas de La Fontaine mostraram-se como meras deturpações que inseriram ou extraíram ideias, conceitos, partes inteiras que não aparecem no original.

Sendo as fábulas instrumentos pedagógicos poderosos para memorização de valores de ordem moral e social, com inequívoco apelo educativo, a apresentação destes textos nos será de grandiosa utilidade.

Logo produziremos trabalhos gráficos ligados a obras de muitos mestres contistas ocidentais e orientais.